sábado, 29 de setembro de 2007

Apresentação do meu trabalho

Força da Gravidade

A paisagem esteve continuamente presente na História da Arte, procurando registrar a natureza humana de várias épocas. A mitologia, as simbologias, as questões culturais e ideológicas de muitos povos, sempre, foram evocados, intrinsecamente, nas formas paisagísticas da Arte, revelando o produto de uma determinada concepção humana. A paisagem já funcionou como cenário de temas religiosos, mitológicos, sociais e oníricos. Foi o principal elemento para o registro da experiência visual da realidade. Hoje, ela reaparece não mais para definir o local e seus costumes, mas levantar questões atuais, por meio de uma articulação formal contemporânea.

A paisagem, que traduzo na obra, evoca os conceitos humanos como a Força da Gravidade, fenômeno estudado pela Física. Ela apresenta-se como um elemento de expressão plástica, dando um novo efeito visual à sua imagem, através de linhas e planos verticais alongados. Essas formas também, configuram-se na superfície da tela, através da colagem de barbantes, fitas ou ataduras. A Força da Gravidade é apresentada como elemento geométrico autônomo e se organiza na obra, gerando ritmos, planos, texturas e volumes variados. A paisagem dialoga com as formas verticais, criando uma nova visão do espaço, que está alongando-se, multiplicando-se, fragmentando-se e organizando-se de uma outra maneira, para formar um novo contexto visual, com muita dualidade entre realidade e abstração, visão e idéia.


Todas estas questões atuam na Arte Contemporânea, uma vez que na obra não há um conjunto, uma unidade de valores da arte, mas uma série de posicionamentos e visões, caracterizados pela fragmentação do mundo no qual o sujeito está inserido.

Um comentário:

NADIA disse...

Olá Luciana! Você é uma assumidade em fazer da Arte uma grande Arte!
Parabéns por todo esse brilhante trabalho e meu desejo é que seja bem reconhecido! Sei que o importante pra você é fazer o trabalho, mas seu trabalho merece ser olhado com carinho e atenção! Beijos!